O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, também é alvo de parte do STF, do Planalto e da maioria dos parlamentares. No Congresso, a ideia é apontar e investigar, por meio de uma CPI (já têm 9 pedidos), possíveis crimes cometidos por Moro durante o cargo de ministro da Justiça. O ex-ministro teria prevaricado, por não ter exposto o delito presidencial, antes de sua saída do ministério.

No STF, alguns ministros querem investigar as irregularidades cometidas por Moro, durante a condução dos processos da Lava-Jato. Uma dessas irregularidades foi o emprego da condução coercitiva ilegal utilizada no caso do ex-presidente Lula.

Bolsas de valores