Enquanto a bola não rola, o noticiário esportivo dos principais clubes paulistas segue pautado pela crise do novo coronavírus. E não poderia ser diferente, já que na última sexta-feira (22), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que a América do Sul se tornou o novo epicentro da pandemia.


Principais equipes utilizam grande alcance para ajudar os mais necessitados em momento de crise 

E você, sabe o que seu clube tem feito para auxiliar no combate ao vírus? Desde a disponibilização das instalações ao sistema de saúde, até jogo imaginário contra a Covid-19 – com renda revertida a ações sociais – a NN relembra os principais exemplos de solidariedade nesse período de isolamento social. 

Corinthians. Para ajudar no combate à Covid-19, o clube alvinegro disponibilizou a Arena Corinthians, o Parque São Jorge e o CT Joaquim Grava aos governos federal, estadual e municipal. Por parte da torcida, destaca-se a campanha ‘Fiel Solidária’, que tem como objetivo arrecadar fundos para compra de mantimentos para cestas básicas e refeições a serem distribuídas aos mais afetados pela crise na Grande São Paulo.

Palmeiras. O Allianz Parque, estádio do Palmeiras, já recebeu campanha de vacinação contra a gripe Influenza e mutirão de doação de sangue – que teve os estoques reduzidos durante a crise. Torcidas organizadas do clube também têm se mobilizado para entregar mantimentos no Zona Oeste de São Paulo.

Portuguesa. A Lusa entrou em campo, em um jogo fictício, para enfrentar a Covid-19. Além de conscientizar os torcedores, a ação contou com ingressos virtuais e metade da renda distribuída à ‘Missão Eucarística Voz dos Pobres’, que auxilia pessoas de vulnerabilidade social e em situação de rua. Outra ação de destaque do clube rubro-verde foi um drive thru solidário, que contou com a venda de produtos oficiais, máscaras e arrecadou mais de uma tonelada de alimento.

Santos. O Santos disponibilizou todas as suas dependências para que sejam utilizadas pela secretaria de saúde do município. Além disso, o clube santista também está vendendo máscaras de proteção facial, com parte da renda destinada a instituições de caridade.

São Paulo. Primeira equipe paulista a disponibilizar suas instalações, o São Paulo também tem realizado outras ações sociais. O clube aproveitou a reprise da final do Mundial de 2005 para vender ingressos simbólicos, com o valor revertido a funcionários do clube e ao Instituto Tricolor Paulista, órgão que ajuda ex-atletas em situação de vulnerabilidade. Entre os torcedores, chamou atenção uma ação no interior paulista, na qual um torcedor do Corinthians saiu em uma foto com os organizadores são-paulinos. Com a repercussão da história, os familiares do corintiano, desaparecido há 12 anos, entraram em contato com os organizadores da ação, que proporcionaram um reencontro emocionante.

 

Gabriel Fernandes

Jornalista

Bolsas de valores