Pesquisa DataFolha divulgada, dia 29 de junho, aponta que 75% da população acredita que a democracia é o melhor regime político para se viver. O resultado é uma resposta a altura àqueles que saem às ruas para pedir a volta do regime militar e a ditadura como método político.

Os atos antidemocráticos realizados em Brasília, quando militantes armados jogaram fogos de artifícios contra o prédio do Supremo Tribunal Federal e contra o Congresso Nacional, além de inúmeras participações do próprio presidente Bolsonaro em atos que também pediam a intervenção militar, o fechamento do STF e do Congresso, acirraram em todo o país atos em defesa da democracia e de valores democráticos na sociedade.

Os ataques às instituições não encontram respaldo na sociedade brasileira. Nem às fake news com ataques a membros desses poderes da República. Nesses casos 81% dos entrevistados consideram uma ameaça à democracia espalhar fake news. Manifestações contra os Poderes Judiciários e Legislativo foram apontados como antidemocráticos por 68%.

Bolsonaristas radicais

O Datafolha também auferiu a quantidade de “fanáticos” bolsonaristas que acreditam em qualquer coisa que Bolsonaro diz. Felizmente, apenas 15% da população adulta se dizem seguidores, entusiastas, adoradores em qualquer situação, apesar das catástrofes econômica e sanitárias, do presidente.

Esses bolsonaristas radicais são barulhentos, destemidos e sempre se mostram. São opiniões, segundo analisou o Datafolha, são radicalmente contrárias às dos demais 85% da população. Dentre essa maioria, no entanto, também há bolsonaristas, mas com perfil mais ameno. Podem até se arrepender de ter apoiado ou votado em Bolsonaro.

Bolsas de valores